SUPLEMENTOS MAGNÉSIO NOVIDADES CURIOSIDADES O QUE É ? BENEFÍCIOS

Depressão pode acarretar artrite reumatoide? Estudo dizem que sim!

Primeiro vamos esclarecer os termos:Artrite é uma doença popular, no sentido comum da coisa, ou seja, uma vez que for diagnosticada não é preciso se desesperar, o tratamento é bem viável e acessível. Contudo, é preciso estar atento, inclusive aos meios para preveni-la.

Primeiro vamos esclarecer os termos:
Artrite é uma doença popular, no sentido comum da coisa, ou seja, uma vez que for diagnosticada não é preciso se desesperar, o tratamento é bem viável e acessível. Contudo, é preciso estar atento, inclusive aos meios para preveni-la.

Em suma, existem diferentes tipos de artrite, cada um com diferentes causas, incluindo desgaste das articulações, infecções e doenças subjacentes.
Já no que diz respeito aos sintomas, pode-se citar as dores, inchaço, diminuição da amplitude de movimento e rigidez. Estes são os mais habituais.

Assim, é oportuno dizer que os sintomas da artrite costumam ser padronizados. Desse modo, é fácil reconhecê-los.

Para descobrir, é preciso passar em um especialista. Apesar de estar cheio de conteúdos relevantes a respeito, só ele poderá dizer com exatidão se existe mesmo o problema para, posteriormente, preceituar as medidas cabíveis para o tratamento.

Nesse sentido, mesmo tendo uma designação comum, é preciso ser encarada com seriedade, até para não acarretar problemas mais graves no futuro.
Já a depressão é um problema contemporâneo, que está se tornando cada vez mais comum e merece toda atenção. Uma dor profunda que vai do padecimento melancólico e pode levar até ao suicídio. Desse modo, faz-se necessário tratar o assunto com máximo de escrúpulo e na presença de um médico especialista.

Nessa direção, o desgaste desencadeado na depressão pode sim acarretar problemas como artrite.
Na verdade, a depressão traz com ela inúmeras alterações, seja no campo interno ou externo.
Desse modo, uma dessas modificações é aumentar a concentração de uma substância inflamatória batizada de fator de necrose tumoral alfa, que desempenha um importante papel no desenvolvimento da artrite reumatoide.

A saber, pesquisadores do Canadá analisaram dados de 403 932 indivíduos com depressão e de 5 339 399 sem a enfermidade, que passaram pelo sistema de saúde do Reino Unido entre 1986 e 2012. Desse modo, constatou-se que 0,54% dos pacientes depressivos (2 192) desenvolveram artrite reumatoide ao longo desse tempo. Por outro lado, 0,45% do grupo sem o transtorno psiquiátrico (24 021) manifestou o problema nas juntas.

Mas, será que existe uma maneira eficaz de frear ou minimizar estas moléstias?
O magnésio, como já é notório, é uma aposta usual dos praticantes de atividade física.
Ele é um mineral componente de mais de 300 enzimas participando da contração muscular e auxilia de forma indireta também na liberação de oxigênio para os tecidos musculares. Além do mais, mantém o fortalecimento dos ossos e dentes supimpas e pode ser um composto poderoso no que tange o sistema nervoso e cerebral, agindo positivamente, elevando, inclusive, a autoestima. Ou seja, com esses múltiplos benefícios o magnésio será peça chave para problemas como depressão e até artrite reumatoide.

Você pode gostar