SUPLEMENTOS MAGNÉSIO O QUE É ?

O que é ter um organismo alcalino

Já falamos que uma dieta alcalina está relacionada ao equilíbrio. Ou seja, ao controle de acidez do nosso corpo.

Já falamos que uma dieta alcalina está relacionada ao equilíbrio. Ou seja, ao controle de acidez do nosso corpo.
Assim, o seu investimento deve incidir sobre frutas, legumes, verduras e carboidratos de baixo índice glicêmico.

Desse modo, uma inserção desses alimentos continuadamente em seu cardápio, fará com que você tenha um organismo alcalino e, consequentemente, aumente sua produtividade.
Mas como isso? Simples. Uma dieta alcalina não é uma dieta milagrosa, mas sim uma reeducação alimentar.

Nesse sentido, posso afirmar que nosso corpo também é afeito à adaptação. Ou seja, nós conseguimos nos adaptar a tudo, inclusive ao novo cardápio. É por isso que para ter um organismo alcalino, é necessário incentivar diariamente a ingestão de frutas, legumes e vegetais.

Segundo o químico Linus Pauling, ganhador dos prêmios Nobel de Química em 1954 e da Paz em 1964, os níveis ideais do pH humano para uma saúde exemplar devem variar entre 7,1 e 7,4, isso sinaliza uma ligeira alcalinidade. Abaixo disso seria considerado ácido e acima, muito alcalino, o que também significa desequilíbrio.

É por isso que destacamos sempre a palavra equilíbrio.
Ou seja, é preciso incentivar a ingestão assídua de alimentos saudáveis e evitar os acidificantes.
É importante voltar a frisar que, na dieta alcalina, os alimentos indicados e que devem ser usufruídos sem economia são: verduras, todas as frutas (inclusive as ácidas), legumes, alimentos integrais (como quinoa e aveia), oleaginosas (como castanhas e amêndoas), leguminosas (como feijão, grão-de-bico, lentilha e soja), sementes (como gergelim e semente de abóbora), tubérculos (inhame e batata-doce), cogumelos, chás, óleo de peixe (ômega-3), algas marinhas, óleo de coco, azeite de oliva, água de coco, água com pH alcalino e vinagre de maçã.

Assim, os acidificantes como os alimentos industrializados e com alto teor de sódio, refrigerantes, açúcar, devem sim ser comedidos.
É oportuno lembrar também que, com a elevação da acidez, o organismo é obrigado a se neutralizar a partir da retirada de sais minerais dos órgãos vitais, como o cálcio e magnésio presentes nos ossos, por exemplo, o que pode favorecer a osteoporose. Além do mais, a acidez está relacionada a processos inflamatórios. Assim, ela está ligada ao envelhecimento precoce, dores crônicas, como enxaquecas, ganho de peso, alergias, hipertensão, falta de oxigenação celular e ao próprio câncer.

Nesse sentido, a suplementação de magnésio também será uma forte aliada. Ela é essencial em nosso corpo, pois sua ausência acarreta uma série de sintomas como, fadiga, enxaqueca, dores musculares e até mesmo doenças mais graves.

O magnésio da Joie é puro e tem um poder de ação incomparável em nosso organismo.

O Brasil é classificado como um país com o solo pobre em Magnésio, ou seja, os alimentos que contém magnésio, possuem uma quantidade muito inferior ao que deveríamos consumir diariamente, isso sem mencionar o aumento do consumo de alimentos industrializados que contribuem para a deficiência de Magnésio em nosso organismo.
Por isso, para reverter essa deficiência, a suplementação faz-se necessária.

Você pode gostar