SUPLEMENTOS ÔMEGA 3 CURIOSIDADES O QUE É ?

Os sinais do infarto: aprenda a identificar com antecedência

Os sinais do infarto: aprenda a identificar com antecedência

O infarto é a principal causa de morte entre os brasileiros. São aproximadamente 40 vítimas fatais por hora. Segundo o Sociedade Brasileira de Cardiologia, as doenças cardíacas chegam a atingir mais de 300 mil pessoas por ano. A boa notícia? É possível identificar os sintomas com semanas de antecedência e agir.

O infarto agudo do miocárdio, conhecido popularmente como ataque cardíaco, ocorre quando uma parte do músculo do coração necrosa pela falta de irrigação sanguínea. É formado um coágulo que interrompe o fluxo de maneira súbita e intensa. Esse entupimento das coronárias, as artérias responsáveis por levar oxigênio, pode ser causado por diversos fatores… Histórico familiar, hipertensão, colesterol e glicemia elevados, excesso de peso, sedentarismo, diabetes, estresse, alcoolismo e até tabagismo.

Pesquisas mostram que, em muitos casos, as vítimas visitaram o hospital no mês anterior ao infarto com alguns sintomas específicos. As pontadas no peito são realmente o sinal mais característico da doença, mas não o único! O músculo cardíaco, quando atingido, transmite o estímulo para outras partes do corpo. Descubra os principais indícios e se previna!

Dor no peito

A dor na região torácica costuma ser o primeiro sintoma do infarto. Porém, em algumas pessoas, principalmente mulheres, o incômodo no local sequer aparece. A dor pode ser irradiada repentinamente para o pescoço, ombros, costas, braços e até os ossos do rosto.

Falta de ar

O próprio aperto no tórax pode atingir os pulmões, trazendo a sensação de dificuldade para respirar. O desconforto é tanto que pode causar falta de ar.

Náuseas e azia

Sintomas aparentemente comuns como indigestão, náuseas, vômitos e dores abdominais não podem ser negligenciados. A azia e a regurgitação, por exemplo, podem surgir caso a obstrução tenha ocorrido na parte inferior do coração. O médico deve ter bastante atenção aos detalhes para diagnosticar o paciente corretamente e, se necessário, encaminhá-lo a um especialista.

Tontura, fraqueza e desmaios

Mesmo semanas antes do infarto, sinais como tonturas, palidez, confusão mental, desmaios e até perda de consciência podem se manifestar. Ao mínimo indício, é essencial evitar dirigir e operar máquinas para não causar acidentes. Outro sintoma possível é a fraqueza que, na maioria dos casos, passa despercebida pelas pessoas e até pelos médicos. Ela pode, sim, indicar algo mais grave.

Suor frio

Além da tontura, a sensação de “suar frio” pode surgir no paciente um tempo considerável antes do infarto. Normalmente, é consequência das dores no peito ou pelo resto do corpo. É importante prestar atenção nas pequenas manifestações, pois o maior indício pode estar neles.

O infarto em mulheres, idosos e diabéticos

Atenção! Em alguns grupos de pessoas específicos, os sintomas das emergências cardíacas não costumam ser tão comuns. As mulheres nem sempre sentem a dor no tórax e, quando ocorre, pode chegar com palpitações. Os idosos, por não possuírem mais um coração tão enérgico, também podem não sofrer de pontadas no peito. A tontura, confusão mental, falta de ar e desmaios são mais recorrentes.

Já no caso dos diabéticos, os nervos responsáveis pela dor são afetados pelo açúcar, mascarando o incômodo na caixa torácica. Neles, o alerta maior vem das náuseas, vômitos e suor frio.

 

Socorra a vítima de infarto rapidamente

Os sinais podem ser aparentemente simples, mas são progressivos. Quanto antes forem identificados, mais os danos são reduzidos. O paciente deve ser encaminhado ao hospital com urgência!

A maior parte dos óbitos por infarto ocorrem na primeira hora. Por isso, rapidez é essencial para salvar uma vida!

 

Ômega 3: grande aliado para prevenir o infarto

Os Ômegas 6 e 9 são facilmente encontrados na nossa dieta, enquanto os alimentos que possuem Ômega 3 não fazem parte do nosso hábito alimentar. Por isso, a suplementação é importantíssima. Você sabia que ele também pode ajudar na prevenção de vários problemas?

Seu nível de EPA elevado não permite a formação do trombo, coágulo sanguíneo que causa a doença. Assim, evita problemas cardiovasculares e reduz o risco de infarto. Entre contato conosco clicando aqui!

Você pode gostar