SUPLEMENTOS MAGNÉSIO ÔMEGA 3 PARA MULHERES

ALIMENTAÇÃO PARA ENXAQUECA

Quem sofre com enxaqueca sabe o quanto uma crise é terrível. Entretanto, uma alimentação mais saudável para enxaqueca pode ajudar a diminuir as crises e seus possíveis gatilhos.

Alimentação-para-enxaqueca

Enxaqueca: Quem sofre com crises de enxaqueca sabe o quanto essa condição, infelizmente atrapalha o dia a dia. As crises podem ser desencadeadas por diversos fatores, como dormir demais ou de menos, estresse, ansiedade, e com certeza a alimentação, pode tanto ajudar amenizar, como também, piorar. Sendo assim, separamos uma lista de alimentos que ajudam na manutenção de uma boa saúde. Essa alimentação serve para combater a enxaqueca e seus possíveis gatilhos.

Pequenas mudanças

Antes de mais nada, é preciso entender que, a enxaqueca está diretamente ligada com o sistema nervoso central. Dessa forma, existem alguns alimentos que podem desencadear ações nervosas que vão gerar mais crises de enxaqueca. Por isso, eliminar alguns alimentos mais genéricos, podem ajudar a diminuir as crises e os gatilhos para enxaqueca.

Em contra partida, alimentos com propriedades calmantes, antioxidantes e ação anti-inflamatória, melhoram significativamente as crises, porque diminuem a inflamação no cérebro e promovem sensação de bem estar. Assim como os alimentos que contém as vitaminas do complexo B. Essas vitaminas ajudam diretamente na prevenção, já que protegem todo o sistema nervoso central.

Uma alimentação mais saudável para enxaqueca pode ajudar a diminuir as crises, no entanto, essa mudança de hábitos não é fácil. Num mundo cada vez mais rápido, acabamos escolhendo alimentos rápidos e prontos. No entanto, simples mudanças nos hábitos podem trazer grandes resultados na saúde. E pra se alimentar de forma mais saudável a regra é simples: natural e colorido. Escolher produtos naturais ao invés dos processados e industrializados e manter o prato bem colorido com verduras e frutas já é um bom começo!

Alimentação para enxaqueca

Cada pessoa possui uma rotina, um estilo e um gosto único. Mas não podemos deixar a alimentação nas mãos da rotina exaustiva que temos. Portanto, analise suas dificuldades. Programe sua alimentação para a semana, deixe pronto pequenas porções de frutas picadas e lanches naturais. Isso tudo facilita a adaptação e a rotina.

Troque os temperos industrializados por algo mais natural e beba bastante água, você pode começar com pequenas metas, como aumentar 1 copo de água por dia ou usar apps para te lembrar de beber água. Essa pequena mudança no hábito ajuda muito em uma alimentação saudável. E pra quem tem enxaqueca, manter o cérebro hidratado é fundamental.

Outro ponto importante é o consumo de açúcar. O açúcar é inflamatório, logo não faz bem ao cérebro. Portanto, substitua aquele docinho pós almoço por alguma fruta e sempre vá ao supermercado alimentado ok?! Essas pequenas atitudes já contribuem significativamente para uma boa alimentação para enxaqueca.

Uma lista de dicas pra ajudar:

0
17 Dicas pra ajudar na alimentação contra enxaqueca!

São ricos em selênio, um antioxidante natural que ajuda a neutralizar os radicais livres e com isso mantém o sistema nervoso funcionando direitinho. Com isso a enxaqueca não chega nem perto!

Seguindo a linha das castanhas, amêndoas e amendoim, são ricas em selênio, um mineral que diminui o estresse — que é um dos gatilhos para crise de enxaqueca. 

Por serem ricas em ômega 3, possuem ação anti-inflamatória natural que ajuda a evitar a dilatação dos vasos sanguíneos que leva a dor latejante da enxaqueca.

Por ser um grande anti-inflamatório natural, o consumo direto de ômega 3 ajuda diminuir as crises, já que diminui a inflamação no cérebro.

Consumir peixes como o salmão, atum, cavala ou sardinha, são excelentes escolhas, já que são ricos em ômega 3.

O excesso faz a glicose do sangue despencar, a famosa hipoglicemia. E aí é um pulo para os vasos de sangue da cabeça se dilatarem e a enxaqueca se instalar. Prefira alimentos integrais como frutas com casca, verduras, legumes crus, arroz integral e outros grãos; eles têm mais nutrientes e mais energia para o cérebro funcionar melhor.

Este é um erro comum que muita gente comete e muita das vezes, nem se dá conta do quanto faz mal. Ficar mais do que 3 horas sem comer pode levar à hipoglicemia, que é um prato cheio pra enxaqueca aproveitar.

Isso porque o excesso desse adoçante artificial pode levar à enxaqueca. Prefira o açúcar natural dos alimentos, como as frutas, ou opte por versões naturais de adoçantes à base de stevia por exemplo, ou mesmo por um açúcar natural como mascavo ou mel, em pequena quantidade.

As folhas verdes escuras contêm magnésio, que ajuda na hora do fluxo de sangue correr livre, leve e solto pelo cérebro. Ele também tem ação relaxante e com isso ajuda a diminuir a dor.

Uma ótima opção é tomar chás de erva-cidreira, flores de lavanda, erva-doce ou camomila, que são calmantes naturais e ajudam a promover o bem-estar. No entanto, evite o chá mate e o chá preto, que são estimulantes e aumentam a dilatação dos vasos sanguíneos.

Essa erva é um ótimo analgésico e anti-inflamatório que ajuda a deixar a enxaqueca bem longe.

São ótimas opções porque o gengibre contém propriedades analgésicas e anti-inflamatórias, que ajudam a aliviar a dor. Já o suco verde com gengibre além de tudo isso, ainda desintoxica o corpo.

São antioxidantes que ajudam a combater inflamações. A água de coco hidrata, repõe sais minerais e quando entra a função do gengibre e da couve, junta a ação antibacteriana e anti-inflamatória, ajudando a aliviar a dor e a inflamação.

Além de combater as inflamações e ajudar diretamente nas dores, a deficiência interfere até no período menstrual. O magnésio ajuda na produção de serotonina, hormônio que promove sensação de bem-estar. Melhora a ansiedade, estresse e insônia.

São ricos em triptofano, que também aumentam a produção de serotonina (hormônio do bem-estar).

Evite refrigerantes, chocolates e doces. O açúcar ajuda a inflamar o cérebro.

São anti-histamínicos que inibem a produção de prostaglandina – responsável pela sensação de dor.

Importante

Lembrando que, a inclusão ou exclusão de alguns alimentos é individual, de acordo com cada especificidade de cada paciente. A alimentação acima, tem como objetivo trazer informações gerais. Tendo em vista que, para especificar uma alimentação para enxaqueca mais acertada, um profissional deve ser consultado. No entanto, uma alimentação mais saudável, juntamente com a prática de exercícios entre outros cuidados, são opções importantes para a saúde de todos.

Você pode gostar